Térmitas



A presença da espécie de Térmitas de madeira seca Cryptotermes Brevis, existindo casos que resultaram em avultados estragos nas habitações.


INSPECCIONE
- Sótãos
- Soalhos
- Rodapés
- Mobílias
- Vigas de tecto

SINAIS DE ALERTA
- Asas presas em teias de aranha perto de clarabóias, janelas ou cortinas
- Excrementos (tipo grão de areia), no chão ou móveis,
- Traves ou madeiras ocas.
Diversas inspecções realizadas em edifícios das cidades de Angra do Heroísmo, Horta e de Ponta Delgada (Açores), demonstraram a presença da espécie de Térmitas de madeira seca Cryptotermes Brevis, existindo casos que resultaram em avultados estragos nas habitações.
Esta espécie de térmicas vive no interior da madeira, sem necessidade de contacto com meio exterior. Cada colónia de térmitas é formada por cerca de 300 indivíduos, possuindo cada uma delas um rei e uma rainha, sendo constituídas, maioritariamente, por ninfas que retêm a capacidade de se transformarem em alados ou soldados.